XVIII Seminário Internacional Mulher & Literatura abrirá inscrição para apresentação de trabalhos e para ouvintes, contemplando 500 vagas para os participantes. A carga horária total será de 30 horas. É obrigatória a participação em pelo menos 75% das atividades para ter direito ao certificado.

Para garantir a viabilização das atividades programadas, visto que se trata de um evento com prazos e especificidades que não são atendidas pelos editais públicos, será cobrada uma taxa para publicação, usada para confeccionar o material do evento e proporcionar agilidade nas publicações. Essa taxa vai ser administrada pela Editora Criação com as seguintes finalidades: confecção de bolsas; impressão de pastas, de rascunhos, da programação, do caderno de resumos;  e da editoração, revisão e impressão dos anais/livro com textos do/as participantes. 

Não serão, sob hipótese alguma, aceitos trabalhos submetidos fora do prazo informado, salvo em caso de eventual prorrogação. A Comissão Organizadora não se responsabilizará por eventuais problemas técnicos enfrentados (operacionalização do sistema, ausência de conexão de internet etc.) pelo/a proponente nos casos em que a submissão da inscrição se der em data e horário limites para o seu encerramento.

Há duas modalidades de inscrição para apresentação de trabalho: mesa-redonda (só para doutores/as) e comunicação (graduandos/as, mestrandos/as, doutorandos/as e doutores/as).

Este evento aceita propostas de trabalhos sobre a produção literária de autoria feminina em suas diversas abordagens historicamente construídas pela crítica literária feminista, pelos estudos comparados, pelos estudos de gênero, pelos estudos da autoria, pelas abordagens interdisciplinares envolvendo questões sexuais, étnico-raciais e de classe, pelo estudo das intertextualidades, da recepção e da adaptação de obras de autoria feminina,  pelos estudos da produção teatral feminina, pelos estudos sobre as relações entre literatura e jornalismo, literatura e cinema, e literatura e outras artes, envolvendo ar tistas e intelectuais feministas. Além disso, estamos recebendo propostas sobre reflexões estéticas e ideológicas acerca de personagens femininas e narradoras construídas  ao longo da história das artes e da literatura mundial.

O trabalho pode contemplar um dos eixos temáticos sugeridos:

1 - Abordagens contemporâneas da crítica feminista
2 - História da literatura de autoria feminina 
3 - Resgate de escritoras silenciadas: brasileiras e estrangeiras
4 - A poesia de autoria feminina: do épico à resistência
5 - A modernidade e a pós-modernidade da lírica de autoria feminina
6 - Marcas estéticas da literatura brasileira de autoria feminina
7 -  Os deslocamentos estéticos e políticos das escritoras afro-brasileiras
8 - Estudos acerca da sexualidade e do erotismo em textos de autoria feminina
9 - Abordagens queer em leituras feministas
10 - Teatro, feminismo e resistência
11 - Autoria feminina e suas relações com o pós-humanismo e o ecofeminismo 
12 - Fronteiras do feminino: traduções e adaptações
13 - Feminismo e imprensa: espaços alternativos
14 - Escritoras de língua inglesa: identidades e deslocamentos
15 - Heranças femininas hispânicas: travessias e resistências 
16 - Escritoras de língua francesa: horizontes feministas 
17 - O imaginário literário das escritoras de Sergipe e de Cabo-Verde
18 - A autoria feminina em textos da Literatura infantojuventil 
19 - Desafios do ensino de literatura pela crítica feminista
20 - Propostas de leituras literárias de autoria feminina

21 - Personagens femininas transgressoras 

22 - Narradoras de histórias de resistência de mulheres


No ato de submissão do seu resumo, você deve anexar a taxa de publicação. Caso seja necessário, você terá sete dias para refazer o resumo, após o parecer de reformulação.

Só farão parte da programação deste evento, os resumos aprovados pelo Conselho Científico e que tiverem a taxa de publicação paga conforme a titulação do proponente e a data de inscrição. 

A operação bancária pode ser feita por meio de depósito/transferência conforme sua formação acadêmica e a tabela de valores abaixo, na conta corrente:

Banco do Brasil
Agência: 3546-7
Conta: 53.447-1
CNPJ: 28.097.956/0001-72 (para transferência bancária)
Titular da conta: Editora Criação / 
Adilma Menezes Oliveira ME

                                              TAXA DE PUBLICAÇÃO  

Formação acadêmica

VALOR com desconto até dia

30/04

VALOR com desconto

até dia

31/05

VALOR da taxa

até  dia

30/06 (PRORROGADO)

Doutores/as

130,00

150,00

200,00

Doutorandos/as e Mestre/as

100,00

120,00

150,00

Mestrandos/as e Graduados/as

80,00

90,00

100,00

Graduandos/as - so podem os vínculados a projeto de pesquisa do PIBIC,PIBIT, ou PIBID e deve ter o orientador como coautor.

O coautor deve pagar a taxa referente a mestre ou doutor.

40,00

50,00

60,00

OUVINTE  

Aluno - anexe seu comprovante de matrícula regular na graduação ou pós-graduação de sua instituição.

Professor - anexe seu vínculo de trabalho ou de pesquisador (grupo de pesquisa, entre outros)

gratuito  até limite de vagas

gratuito até

limite de vagas

gratuito

até limite de vagas

SERÃO REABERTAS EM AGOSTO

Atenção:  NÃO HÁ POSSIBILIDADE DE DEVOLUÇÃO DA TAXA DE IMPRESSÃO.

O comprovante de pagamento deve ser anexado no ato do envio da proposta de resumo neste site.  Após do aceite do resumo e da confirmação do recebimento da taxa de impressão, será disponibilizada a carta de aceite e a inclusão do trabalho na programação do evento.

Normas para envio dos resumos

I – INSCRIÇÃO PARA MESA REDONDA
Prazo para envio de resumo e de proposta de mesa: até 16/06 - (Prorrogado até 30/06) 
ENCERRADA
As inscrições para mesa redonda só podem ser propostas por professores/as doutores/as.

Modelo de resumo de trabalhos para mesa redonda:  Anexar em word a proposta:   mínimo de 8 linhas (100 palavras) e máximo de 10 linhas (150), fonte arial, tamanho 10, espaço simples

Título:   A RESISTÊNCIA FEMININA NA LITERATURA OCIDENTAL

Palavras-chave: (até 3 palavras). 

Estrutura do resumo: O resumo deve ser bem objetivo, claro e direto. Faça um panorama de sua comunicação com tema, objetivo, recorte teórico, metodologia, corpus com dados da pesquisa de campo, ou obra analisada. Dê relevância a seu objetivo e ao campo teórico (crítica feminista, estudos de gênero, entre os próprios do evento) que será usado para chegar aos resultados desejados.

A inscrição para participar de mesa redonda pode ser avulsa. Nesses casos, a comissão organizadora formará as mesas,  conforme a temática escolhida pelo/a participante.

Na hora da inscrição individual, o participante deve seguir os passos:

1) Anexe o comprovante

2) Digite o valor da taxa da sua modalidade. (informe 0,00 para inscrição UFS)

3) Digite o título do trabalho

4) Digite as palavras-chave (use virgula para separar)

5) Anexe o seu resumo em formato WORD

6) Anexe os dados da mesa redonda: título, coordenador e participantes (veja o modelo abaixo)

7) Seu recibo e sua carta de aceite ficarão disponíveis após a aprovação de sua proposta.

Modelo Resumo Individual

Esta palestra traz à tona reflexões acerca das possíveis historiografias  de textos de autoria à margem do sistema literário. Pelas inovações dos estudos da crítica feminista, no primeiro momento, debatem-se abordagens ideológicas propostas para a revisão do conceito de cânone e de texto literário. Em seguida, ressalta-se a relevância das historiografias de escritoras excluídas como uma prática crítica inovadora. Por último, apresenta-se o modelo de resgate da obra de Alina Paim, feito por Elódia Xavier conforme suas historiografias do corpo e da casa. Metodologicamente, explora-se o conceito de flexibilização do cânone e resgate por Zahidé Muzart e Constância Lima Duarte; de corpo e casa de Elódia Xavier, entre outras teóricas feministas.

Modelo de proposta de mesa redonda

Título da mesa: Feminismos na literatura brasileira contemporânea

Coordenadora da Mesa: Profa. Dra. Lúcia Zolin (UEM)

Participantes:

Trabalho: A estética poética de autoria feminina

Autora: Profa. Dra. Anélia Pietrani (UFRJ)

Trabalho: Os deslocamento das narrativa afro-brasileira contemporânea

Autora: Profa. Dra. Vânia Vasconcelos (UNILAB-BA)

Trabalho: A literatura erótica de autoria feminina

Autora: Profa. Dra. Luciana Borges (UFG)

Trabalho: As representações femininas do conto pós-moderno

Autora: Profa. Dra. Lúcia Zolin (UEM)

Atenção: Cada apresentação terá entre 15 e 20 minutos de duração. O tempo total da mesa será de uma hora e meia.


II –  INSCRIÇÃO PARA COMUNICAÇÃO

Prazo para envio de resumo até 16/06 - (Prorrogado até 30/06) ENCERRADA

Público alvo para apresentação de comunicação: graduandos/as, graduados/as, estudantes de pós-graduação (estudantes de curso de especialização, mestrado ou doutorado), mestres/as e doutores/as. 

As inscrições com apresentação de trabalho (comunicação) serão feitas pelo/a proponente pelo formulário do site, anexando o comprovante de pagamento de taxa de publicação.

Atenção: Os alunos da UFS terão suas taxas pagas pela Editora Criação, para isso anexar o comprovante de matrícula de 2019.1

Só pode haver uma apresentação por autor/a para esta edição.

Será aceita proposta de comunicação de graduando/a apenas em coautoria com a participação de um/a doutor/a ou mestre (sugere-se o/a orientador/a).

Cada trabalho submetido poderá possuir até, no máximo, 01 coautor/a, para os casos de graduando/a, mestrando/a ou doutorando/a. 

Modelo de resumo: Formato da página do site, mínimo de 8 linhas (100 palavras) e máximo de 10 linhas (150), fonte arial, tamanho 10, espaço simples)

Título:   A RESISTÊNCIA FEMININA NA LITERATURA OCIDENTAL

Palavras-chave: (até 3 palavras).

Resumo: O resumo deve ser bem objetivo, claro e direto. Faça um panorama de sua comunicação com tema, objetivo, recorte teórico, metodologia, corpus com dados da pesquisa de campo, ou obra analisada. Dê relevância ao seu objetivo e ao campo teórico (crítica feminista, estudos de gênero, entre os próprios do evento) que será usado para chegar aos resultados desejados.

Etapas do processo de inscrição

1 - Faça seu cadastro em "Inscrição";

2 - Para submeter sua proposta, entre no "Acesso do participante" e preencha os campos necessários, anexando a taxa de publicação. Depois confirme o envio;

3 - Em até sete dias, você receberá um e-mail informando se seu resumo foi aceito ou se precisa ser reformulado conforme as normas abaixo;

4 - Após aprovação, seu recibo e sua carta de aceite estará disponível em "Acesso do partipante".

Sobre o tempo de apresentação do trabalho

Cada comunicação terá até 15 minutos para apresentação oral por meio de slides ou leitura do texto.

OBS: As apresentações dos/as graduandos/as farão parte da sessão do PIBIC nos últimos dias do evento.

 

III – OUVINTE (Inscrição gratuita até limite de vagas - (SERÃO REABERTAS EM AGOSTO)

Prazo até dia 16/06 ou limite de vagas (300) (Prorrogado até 30/06)

As inscrições para ouvintes serão feitas pelo formulário por este site.  Para validar sua inscrição preencha o formulário.

Público: graduandos/as, graduados/as, estudantes de pós-graduação (estudantes de curso de especialização, mestrado ou doutorado), mestres/as e doutores/as. 

Cada participante poderá participar de um minicurso por dia de forma gratuita (Veja lista abaixo. Logo abriremos as inscrições por aqui). 

certificado deste evento será de 30 horas. Só será liberado para quem participar de, no mínimo, de 75% do evento.

IV – PARTICIPANTES DOS MINICURSOS gratuito até limite de vagas - As inscrições para assistir aos minicursos serão feitas separadamente até  junho. (incrições em julho)

Minicurso 1

Poéticas da resistência na política da imaginação de poetas brasileiras e norte-americanas

Proponente: Profª. Anélia Montechiari Pietrani (UFRJ/NIELM/ GT A Mulher na Literatura)

Dia 14/08

Horário: 13h-17h

Local: A definir

Os limites de uma poética da resistência atravessam tanto o modo de resistência quanto o estilo de pensar a resistência. Essa discussão se acirra quando voz lírica e questões de gênero conjugam-se à visão da consciência e autoconsciência poéticas. No caso da poesia escrita por mulheres, especialmente, isso significa não apenas inventar ou reinventar assuntos e técnicas, mas também refletir sobre seu papel como poetas, bem como sobre a experiência social e cultural das mulheres, apreendidos nos pontos de vista, nas imagens, nas expressões formais, na linguagem. A autoconsciência poética não pode ser deixada de lado nas discussões sobre gênero na poesia. Ela é, de fato, o próprio material do poema. Este é precisamente o objetivo deste minicurso: mostrar a matéria e o material poético em textos de poetas brasileiras e norte-americanas, que reflitam – em seus modos e estilos – as poéticas da resistência como ação afirmativa de suas políticas da imaginação. O corpus literário será formado pelo projeto teórico e a prática poética de Conceição Evaristo, Cristiane Sobral, Dinha, Angélica Freitas, Audre Lorde, Claudia Rankine, Adrienne Rich, Ana Cristina Cesar, Cecília Meireles e Sylvia Plath. O corpus teórico-crítico incluirá Figures of resistance, de Teresa de Lauretis (2007), Feminist theory across disciplines, de Shira Wolosky (2013), On resistance, de Howard Caygill (2013), e The limits of critique, de Rita Felski (2015).

Palavras-chave: Comparativismo. Escritoras norte-americanas. Escritoras brasileiras.

 

Minicurso 2

Vozes Literárias da Negritude

Ministrantes: Profa Dra Vania Maria Ferreira Vasconcelos (UNILAB-BA/ GT A Mulher na Literatura) e Profa. Dra. Lilian Paula Serra e Deus (UNILAB-BA)

Data: Dia 15/08

Horário: 13h-17h

Local: A definir

Neste curso, abordaremos textos de escritoras afro-brasileiras e cabo verdianas, na tentativa de nos aproximarmos um pouco mais de suas escritas.A escrita literária contemporânea de autoria feminina trabalha em duas vertentes paralelas: a expressão estética de autoras do nosso tempo, realizando a construção de suas obras e enfrentando os obstáculos do mundo editorial e, ao mesmo tempo, operando a revolução das mentalidades, na contestação de comportamentos sexistas na representação do mundo social. São textos que exigem ser lidos como nova afirmação, não apenas da negação da norma patriarcal, mas como uma descoberta permanente do poder da expressão das mulheres no mundo. No caso das escritoras contemporâneas negras, as duas vertentes se fazem ainda mais desafiadoras, pois lidam o desfazimento dos estereótipos sexistas e racistas.

Palavras-chave: Literatura afro-brasileira. Escritoras negras. desconstrução de estereótipos.

 

Minicurso 3

Florbela Espanca: uma leitura à luz da Escrita de Si

Prof. Dr. Jonas Jefferson de Souza Leite (UERN)

Dias 14 e 15/08

Horário: 17h-19h

Local: A definir

Os estudos sobre a Escrita de Si têm evidenciado que a dimensão artística e a dimensão biográfica, comumente separadas por correntes literárias ortodoxas, podem fazer parte de um mesmo influxo criativo. Partindo dessa premissa, propõe-se um minicurso que visa ler a obra de Florbela Espanca através do prisma da Escrita de Si, especificamente o Diário do Último Ano, de 1930.

Palavras-chave: Poesia portuguesa. Modernismo. Escrita de Si.

 

Minicurso 4

Elas escrevem o sexo: a ficção erótica de autoria feminina reunida em antologias de contos (1982-2012)

Ministrante: Profa. Dra. Luciana Borges (UFG/GT A Mulher na Literatura)

Dia 16/08

Horário: 13h-17h

Local: A definir

O minicurso discutirá a produção de textos ficcionais de temática sexual de autoria feminina, considerando a produção reunida em Antologias de contos publicadas no Brasil, a partir da década de 1980. Partindo de aportes teóricos dos estudos de gênero e feminismos, busca-se o entrecruzamento dos projetos literários dessas antologias às nuances do erotismo, pornografia e/ou obscenidade e considera-se que a escrita do erótico constitui ruptura e transgressão no que concerne ao deslocamento das mulheres de um lugar de objeto para um lugar de sujeito do sexo. Expressando por meio da ficção a constituição de personagens e seus desejos, que se manifestam em voz e corpo na narrativa, as autoras apresentam, portanto, uma nova uma linhagem de textos frente à tradição masculina.

Palavras-chave: Erotismo. Autoria Feminina. Contos. Antologias.